REMOÇÃO DE SINAIS A LASER:
TUDO SOBRE O PROCESSO

No lado esquerdo ainda com o sinal e, no lado direito, dez dias após a remoção.

Em adolescente, brincava com o assunto e dizia que os meus pais eram arquitectos; afinal, fizeram a proeza de me oferecer um sinal na testa, precisamente no meio. Com a exposição completamente irresponsável ao sol, o sinal foi aumentando na mesma proporção que o meu descontentamento para com ele. Chegou a um momento em que me sentia realmente desconfortável, especialmente em fotografias. Ainda assim, não foi fácil para mim tomar a decisão.


Toda a gente à minha volta parecia ter uma opinião - e nem todos concordavam com a remoção. De certa forma, compreendia os motivos; temos de nos aceitar como somos. Mas a verdade, é que eu já estava numa fase em que não me aceitava no espelho. Tentava fazer tudo para esconder o sinal e conseguia fazê-lo dentro do aceitável, mas era impensável para mim sair sem maquilhagem - e nessa fase, a remoção começou a fazer sentido. 

Acredito piamente no amor-próprio aliás, é uma temática que abordo com frequência. Saber que ia fazer uma cirurgia estética fazia-me debater comigo própria, até que cheguei a uma conclusão: não sou obrigada a viver com algo com o qual não me sinto confortável. Não quero perder o meu tempo a odiar um pedaço de mim todas as manhãs; não faz parte de mim, das energias que quero comigo. Depois de ter tomado a decisão, foram poucos os que concordaram - engraçado como uma coisa tão pequena cria tantas opiniões - mas, no final do dia, a decisão era minha.

E depois da decisão?


O primeiro passo é visitar um bom dermatologista. Antes de mais, é necessário fazer uma pequena avaliação ao sinal, de forma a perceber a sua natureza. Posto isto, e depois das certezas de que o sinal é completamente benigno, foram-me dados a conhecer os dois procedimentos: poderia escolher retirar o sinal através de uma pequena incisão ou através da remoção a laser. São dois processos completamente distintos, mas que iam de encontro ao meu objectivo final: eliminar o sinal. Nem sempre existe a possibilidade de escolha entre ambos, já que as opções dependem das características do sinal. 

Ambos os procedimentos exigem uma anestesia local e alguns dias de recuperação. Contudo, a principal diferença encontra-se nas possíveis desvantagens de cada um. Se por um lado a incisão garante que o sinal desapareça por completo, não impede o aparecimento de uma cicatriz. É algo impossível de antecipar - depende realmente da forma como a pele cicatriza. Já o procedimento a laser pode não ser definitivo, ou seja, passado alguns meses o sinal pode reaparecer. Novamente, não é algo previsível. No meu caso em específico, optei pelo procedimento a laser. O meu maior medo era, sem dúvida, ficar com uma marca pior. Ainda que fosse possível camuflá-la com maquilhagem, ficaria ainda mais desconfortável de rosto lavado.

O procedimento e a recuperação da remoção de sinais a laser.


No dia 3 de Janeiro, dirigi-me ao hospital, extremamente nervosa - em vão, obviamente. Antes de iniciarmos a remoção a laser, a doutora fez questão de esclarecer todas as minhas dúvidas e receios e explicar-me cuidadosamente todo o processo. Este aspecto fez-me sentir especialmente confortável porque, nas últimas semanas, as minhas pesquisas na internet sobre o assunto tinham sido exaustivas. Nada me preocupava no processo em si, apenas o resultado propriamente dito; afinal, eu tinha de me certificar que estava a tomar a decisão correcta. O meu maior receio era ficar com uma marca de queimadura maior do que o meu sinal. Felizmente, a doutora apressou-se a descansar-me. Na remoção de sinais a laser, os resultados advêm do meu cuidado, ou seja, estão directamente dependentes do processo de cicatrização - se cumprir o procedimento, os resultados serão positivos. Contudo, é importante ter em conta que os sinais podem retomar de forma completamente natural; este, sim, é o único risco. 

O procedimento é muito rápido e a única dor que senti foi na picada da anestesia local. Retirei dois sinais, logo foram necessárias duas anestesias. Não é algo insuportável e a dor é relativamente parecida à picada de um piercing; possivelmente, faz apenas mais impressão por ser no rosto. No minuto seguinte, o laser entra em contacto com a nossa pele. Como já referi, a partir deste momento o processo é completamente indolor, restando apenas uma ligeira sensação de pressão. É tudo muito rápido e em apenas três minutos, estava livre dos meus sinais. 

Após o tratamento a laser, o local onde os sinais estavam ficam (obviamente) com uma queimadura. Até a queimadura cicatrizar e criar crosta, os cuidados são redobrados e imperativos: devemos colocar um penso a cobrir a região sempre que estivermos expostos a poeiras, evitar a exposição directa ao sol, colocar Betadine duas vezes ao dia e interromper qualquer rotina de cuidados de pele e maquilhagem que envolva a região. Como referi acima, uma boa cicatrização permitirá o alcance dos resultados pretendidos. Após a formação da crosta, podemos suspender todos os cuidados, continuando apenas a evitar a colocação de produtos no rosto. A crosta deve cair naturalmente - nada de puxões, apesar da curiosidade, ou podemos comprometer o processo de cicatrização - e, só nesse momento, é revelado um pouco do resultado final. Após a 'nova' pele estar exposta, torna-se obrigatória a utilização de um protector solar na região, com SPF igual ou superior a 50.

Não existe propriamente uma recuperação, visto que este procedimento em nada é impeditivo da vida quotidiana. É, sim, aborrecido. É necessário algum cuidado enquanto a queimadura não cicatriza e, apenas nesses momentos, senti algum ardor. Nunca propriamente dor, porque o processo não é doloroso, mas nos dois dias seguintes a pele está massacrada e sente-se. A queimadura levou quatro dias a criar crosta e outros seis para cair - num total de dez dias para ver os primeiros resultados. Pessoalmente, estou muito feliz. O resultado está à altura das minhas expectativas! A pele ainda está ligeiramente rosada, exactamente por ser recente, mas já consigo facilmente camuflar a região. É, sem dúvida, uma sensação indescritível para mim, que sempre fui tão consciente do meu sinal. Estou especialmente ansiosa por ver o resultado definitivo, daqui a umas semanas!

Preços e local.


É possível fazer a remoção de qualquer sinal no hospital público, contudo não por questões estéticas. No meu caso, fui automaticamente informada pelo meu médico de família que, não tendo qualquer queixa com o sinal para além da óbvia, a minha remoção seria considerada um procedimento estético e não seria comparticipada. Sei de antemão que esta questão varia muito de médico para médico, pelo que recomendo uma primeira visita ao médico de família, tendo em conta que este é um procedimento dispendioso. Contudo, há que ter atenção que existem listas de espera extensas nos hospitais públicos.

Os preços variam imenso de hospital para hospital e, por isso, aconselho uma pesquisa minuciosa antes da decisão. Para terem uma ideia, uma consulta de dermatologia varia dos 45€ aos 75€ e o laser propriamente dito tem discrepâncias de 180€ a 300€. O que recomendo, no caso de estarem conscientes da vossa decisão, é escolherem um bom seguro de saúde que cubra este género de procedimentos. Obviamente que ainda existirá algum custo, mas não será de todo similar aos que mencionei. No meu caso, fiz a intervenção no Hospital das Forças Armadas com a Dr.ª Andrea Martins e recomendo vivamente.

Ressalva: esta é obviamente a minha experiência e não tenho qualquer conhecimento na área médica. Estou simplesmente a fazer a partilha dos procedimentos que foram escolhidos tendo em conta o meu sinal, o resultado que pretendia e a opinião do meu dermatologista. Cada caso é um caso. Ainda assim, estou disposta a responder a qualquer dúvida que surja, desde que tenha conhecimento para tal.  

29 comentários

  1. Acho que nos devemos amar como somos, claro, mas se há coisas que não gostamos e podem ser resolvidas facilmente, porque não? Se te incomodava, fizeste muito bem em seguir com o procedimento. Pessoalmente nunca sequer reparei no sinal (possivelmente por usares maquilhagem) mas sei como às vezes pequenas coisas que parece que só nós vemos nos podem incomodar.

    ResponderEliminar
  2. Excelente post: muito informativo. Tenho alguns sinais na cara mas felizmente não me sinto incomodada com nenhum, mas entendo-te bem. Se há algo fácil de mudar e que não "conseguimos" gostar, porquê insistir? Amor-próprio também é cuidar de nós. Seja como for :) Fico feliz que tenha corrido tudo bem!

    Jiji

    ResponderEliminar
  3. Excelente post. Eu sou bastante a favor de cirurgias estéticas e procedimentos estéticos. Acho que se podemos melhorar um aspecto em nós que não gostamos tanto, why not? Se te incomodava fizeste bem.
    Depois queremos ver quando isso tiver tudo bem cicatrizado :)

    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
  4. O normal que todos gostam de dar opiniões. A nossa opinião é que conta e se realmente não a fazia sentir bem consigo mesma, então tem de fazer com que sinta-se bem.

    Fica um pouco caro mas é por uma boa causa. Era bom que ficasse totalmente removido a 100%.

    Tudo de bom.
    Cumprimentos
    Os Piruças

    ResponderEliminar
  5. Sinceramente, e tendo em conta a parte inicial do teu texto (e como já tive oportunidade de te dizer), acho que, se uma pessoa não se sente bem com alguma coisa (ou alguma parte) no seu corpo, deve fazer algo para eliminar/tratar/resolver (desde que haja possibilidades - financeiras, obviamente - e não haja comprometimento da saúde da pessoa em questão). Se o sinal era algo que te incomodava e te deixava desconfortável - tal como referes - acho que fizeste bem em avançar para a remoção. Agora é esperar pelos resultados finais. Boa recuperação que, tal como dizes, é de suma importância neste tipo de procedimentos.

    Beijinhos,
    Ricardo, www.opinguimsemasas.pt

    ResponderEliminar
  6. Se não te sentias bem...o melhor foi tirar.


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  7. Se era algo que te incomodava acho que fizeste muito bem! Espero que o resultado esteja à altura das tuas expectativas :)

    ResponderEliminar
  8. Achei seu compartilhamento sobre esta experiência super válido, pois muitas pessoas passam pelo mesmo que você passou e podem ser ajudadas através deste depoimento. Sou muito a favor de se amar acima de tudo, mas se isto estava lhe incomodando era realmente preciso mudar, fico feliz que agora está tudo bem e você se encontra feliz.

    Blog Vinte Primaveras

    ResponderEliminar
  9. Tenho de te dizer, acho-te muito corajosa por levares a tua decisão até ao fim e não te deixares influenciar. Mesmo quando os assuntos não lhes dizem qualquer respeito as pessoas tendem sempre a querer meter o nariz e se há coisa que tenho aprendido é que não devemos fazer ou deixar de fazer algo porque alguém pensa que sabe o que é melhor para nós. Não há ninguém que saiba o que te faz sentir melhor que tu mesma e teres tomado essa decisão só prova que te amas a ti própria. És linda de qualquer das formas e parabéns por este post, devias fazer mais artigos intimistas!

    Beijinho grande :)

    ResponderEliminar
  10. Escreveste mesmo de uma forma muito informativa e isso é muito positivo. É bom partilhar este tipo de coisas porque no fundo há mais pessoas que possam precisar de ter estes conhecimentos. Ainda bem que o teu feedback foi positivo ! :)
    www.luciieblog.com

    ResponderEliminar
  11. Se era mesmo uma coisa que não estavas a gostar, acho que fizeste bastante bem , nunca tive de fazer algo assim, mas adorei saber um pouco de como foi a tua expriencia
    Beijinhos
    Novo post //Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  12. A very interesting and informative post, dear!
    You took the right decision in my opinion!
    XO
    S
    https://s-fashion-avenue.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. Uma vénia, meu bem! Esta publicação merece todo o reconhecimento possível, porque é uma demonstração de amor-próprio. Partilho a postura de nos aceitarmos como somos, porém, também defendo que não devemos ser extremistas e, se existe algo que nos deixa desconfortável e podemos solucionar, então, devemos investir. Porque isso implica investir na nossa qualidade emocional e na nossa autoestima.
    Acredito que, apesar de tudo, não tenha sido uma decisão fácil, mas fizeste bem em arriscar.
    Muito obrigada por partilhares a tua experiência <3

    ResponderEliminar
  14. Que boa partilha que fizeste querida mereces um aplauso pela forma como expuseste o caso e que o fizeste pelo teu amor - próprio.Se não nos sentimos bem com algo em nós e podemos mudar porque não por vezes isso afecta nos imenso a auto estima e se é para nos ajudar não vejo mal nisso.
    Rêtro Vintage Maggie | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  15. Honey, this is a really interesting discussion!
    www.recklessdiary.ru

    ResponderEliminar
  16. Isso é verdade, meu bem :D

    Tinha acompanhado a história pelos stories, amor, e acho que foi uma decisão super sensata!!! O mais importante de tudo é termos noção do que queremos e do que isso, no caso, vá implicar :D
    Eras, és e serás linda. Sempre!
    O post ficou mega interessante, amor :)

    NEW REVIEW POST | CAUDALIE: VINOPURE MATTIFYING FLUID.
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  17. Se te incomodava, fez bem em removê-lo! Parece que realmente ficou ótimo mesmo! ^^

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderEliminar
  18. Ontem acabei o meu dia a ler o teu post, acho que tiveste uma enorme coragem em remover algo de ti porque não te estavas a sentir bem. Poucas pessoas o fazem e acabam por se habituar ao que não gostam por medo. Fizeste muito bem, e sem dúvida que és uma inspiração e uma fonte de coragem para muitas pessoas.

    Beijinhos,

    http://damselme.blogspot.com/?m=0

    ResponderEliminar
  19. Se era algo que queria fez bem, essa make ta linda viu. Uma amiga tirou também.

    BY DILES BLOG

    ResponderEliminar
  20. Acho que tomaste uma boa decisão, porque acima de tudo estamos nós e o nosso amor próprio , e se era uma coisa que não gostavas em ti e que facilmente te podias "livrar" dela, why not ?

    xoxo ♡
    Watermelon Clouds

    ResponderEliminar
  21. Se te incomodava fizeste bem em tirar! Temos que nos sentir bem connosco! :D

    www.amarcadamarta.pt

    ResponderEliminar
  22. Excelente Artigo !! Eu estou adorando visitar blog, sempre tem conteúdo de muita qualidade .... São muitos legais, e interessante ....

    Parabéns !!!!

    Posso compartilhar este artigo no meu Facebook ?


    Meu Blog: Loteria Federal

    ResponderEliminar
  23. Também sou um fã de cremes hidratantes, meu doce :)

    NEW OUTFIT POST | ORANGE IS THE NEW BLACK.
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  24. Adorei esta publicação *.* Sempre fui da opinião de nos aceitarmos a nós mesmo e se há alguma coisa que queiramos mudar, desde que não prejudique a nossa saúde, não vejo porque não, desde que isso nos faça sentir bem connosco. Fico feliz que tenha corrido tudo bem :)

    Beijinhos grandes ^^
    O blog da Mó | Instagram | Facebook

    ResponderEliminar
  25. Use a steam cleaner to get dirt, grime, bird poop etc. off of patio furniture. You can even use it on upholstered patio furniture and umbrellas.

    ResponderEliminar

Sê bem-vindo/a! Obrigada pelo teu comentário, são as tuas palavras que movem o blog! Se começaste recentemente a seguir o blog, deixa-me um comentário a informar, para que possa visitar o teu. <3
Thanks for the comment, your words mean everything to the blog! If you just started following the blog, leave a comment here to check out your blog.