SOBRE ISTO DA DISTÂNCIA...

Obviamente que como qualquer pessoa, tenho dias e dias. Em dia nenhum, não sinto me frustrada acerca da distância. Noutros dias, a distância incomoda-me, só um bocadinho e nos outros, a distância assoberba-me. Acho que a mudança faz parte da vida e quando surgiu a oportunidade de morar durante alguns anos nos Açores, agarrei-a quase sem grandes hesitações. Era uma experiência, era temporário, estava em Portugal e ia obviamente ser uma oportunidade financeira óptima - lá está, a palavra dinheiro sempre a mover mundos. 

Mas esta coisa da distância paga-se. Provavelmente, paga-se todo o santo dia em carga emocional. Não é uma questão nem tanto relacionada comigo, mas provavelmente com os outros. Magoa-me não estar presente: não estar para celebrar as vitórias, para desfrutar dos momentos, para ajudar em dificuldades... E dou por mim muitas vezes a pensar que se por acaso acontece algo aos meus, nunca me vou perdoar por ter trocado momentos por dinheiro. Não tem rigorosamente nada a ver com o que eu acredito, mas infelizmente são situações em que a vida nos põe em teste.

Muitas vezes, dizem-me que falo de boca cheia, porque estou a viver em Portugal; nunca em momento nenhum me chamei de imigrante. Mas continuo a mais de duas horas de avião das pessoas que amo, o que tecnicamente, me dá o direito de me incluir numa categoria muito parecida. E custa na mesma, porque não deixa de ser uma vivência completamente diferente da minha. Os Açores são claro uma zona muito mais pacata e consequentemente mais tranquila, o que para quem está habituado ao frenético da cidade pode inclusive chocar. 

A minha adaptação foi fácil, confesso, não tive problemas. Só o factor distância é que me incomoda, mais nada. Há dias em que difícil não chega para descrever sequer o que sente. É que eu estou em casa, mas não estou em casa, estou com os meus amigos, mas não estou com os meus amigos. A redundância aqui é só para quem a entende. A ansiedade de calendarizar os dias até à próxima passagem de avião, ou até à próxima visita... Não se explica. Aliás, nem sequer escrevi hoje com esse intuito. Mas a minha vida não são só produtos de beleza e momentos cor-de-rosa, e mais do que outra coisa qualquer, há dias em que tenho vontade de ser transparente.





17 comentários:

  1. Não é nada fácil lidar com a distância....

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  2. Love this! :)


    Please check out my latest post, too? I'd love to hear something from you! :)
    www.cielofernando.com
    FACEBOOK | INSTAGRAM

    ResponderEliminar
  3. Great post dear :) kiss

    https://denimakeup95.blogspot.it/

    ResponderEliminar
  4. Como me encaixo nestas tuas palavras! É algo que custa tanto! Força meu amor

    ResponderEliminar
  5. Estar longe é estar longe seja no pais ou não, as pessoas às vezes não tem mesmo noção!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  6. Agora é que eu sei quanto custa e ainda só passou 1 mês! Felizmente para mim é temporário, daqui a nada já estou em casa <3 beijinhos querida e muita força!

    ResponderEliminar
  7. Não é fácil, mas vais conseguir! Beijinhos querida xx

    www.flu-ffy.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  8. É complicar lidar com a distância! Muita força, querida! :D

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  9. No primeiro ano da faculdade eu estive a viver sozinha e foi realmente complicado. O meu conselho é que sigas o teu coração...

    MyOwnStyle

    ResponderEliminar
  10. Apesar de estar na faculdade e ser devido a isso que acabo por não estar com os meus sempre, a minha situação não se compara, pois sempre consigo ir a casa quando posso... Porém também sinto isso de não estar lá quando há aqueles momentos de vitória dos outros e que gostaria de celebrar com as pessoas...
    Segue o que achares ser melhor para ti neste momento :)
    Beijinhos,

    A Maiazita

    ResponderEliminar
  11. O facto de continuares em Portugal não invalida as saudades, porque continuas a estar distante dos teus; porque não podes estar com eles quando queres e isso custa. Muitas vezes, a vida obriga-nos a fazer estas escolhas complicadas, que têm consequências mais ou menos dolorosas consoante o nosso estado de espírito. E isso acaba por provocar um certo conflito interior.
    Muita força, minha querida <3

    ResponderEliminar
  12. Não é só quem está fora do país que pode reclamar da distância. Podes até viver no continente mas cada um na sua ponta do país e a distância custa sempre. Nem que seja de cidade para cidade. Estar longe dos nossos nunca é fácil, mas temos que fazer a nossa vida. Não tens que te culpar por correres atrás de algo melhor para ti, até porque a tua família de certeza que entende pois é mesmo isso que querem para ti.

    ResponderEliminar
  13. Sei o que custa pelos meus tempos na faculdade e depois sei o que custa porque tenho um amigo meu próximo que é professor na tua ilha e vai no segundo ano.
    Beijinhooo
    Rtissima Blog

    ResponderEliminar
  14. Compreendo o teu post...
    Tenho a minha família toda longe. O meu irmão na Guarda, a minha mãe em Paris.
    Apesar de ter o meu irmão em Portugal, está a uma distância muito grande e o €€€ para ir lá (em portagens, pórticos e gasóleo) é mais do que o que gasto para ir ver a minha mãe a Paris...

    A saudade é gigante, mas temos de fazer por nós.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  15. é complicado miga mas já falta pouco alias já faltou mais e tu és forte e maravilhosa, calma
    estamos sempre contigo mesmo que longe, beijinhos, Akira do Viver num t0

    ResponderEliminar

Sê bem-vindo/a! Obrigada pelo teu comentário, são as tuas palavras que movem o blog! Se começaste recentemente a seguir o blog, deixa-me um comentário a informar, para que possa visitar o teu. <3
Thanks for the comment, your words mean everything to the blog! If you just started following the blog, leave a comment here to check out your blog.